domingo, 25 de junho de 2017

TOMILHO

Nome Científico:  Thymus vulgaris L.

Nome Popular:  Tomilho, Tomilho-de-inverno, Erva-urso, Timo, Arçã, Segurelha, Tomilho-ordinário, Tomilho-vulgar, Arçanha, Poejo, Tomilho-de-jardim
Família:  Lamiaceae
Divisão:  Angiospermae
Origem:  Europa
Ciclo de Vida: Perene
HISTÓRIA
O tomilho é nativo das encostas ensolaradas do Mediterrâneo, e as colinas da Grécia são cobertas pela erva. As abelhas adoram esta planta, que também produz um excelente mel. Seu uso data de cerca de 3000 AC, quando os Sumérios o usavam como anti-séptico. Já os Egípcios usavam o tomilho no processo de mumificação. Na Grécia antiga ele era espalhado pelo chão nos grandes banquetes para agir como um afrodisíaco, e também destilado no perfume feminino.
O nome tomilho vem da palavra grega thymus, que significa coragem. Os Gregos acreditavam que a erva proporcionava força e sabedoria. Nos tempos medievais, as mulheres costumavam costurar o tomilho nas capas dos cavaleiros como um sinal de bravura. Já os Romanos da antiguidade tinham por hábito banhar-se com o tomilho antes de irem às batalhas, enquanto que os antigos Escoceses tomavam uma bebida feita com a erva pelos mesmos motivos de bravura.

APRESENTAÇÃO
tomilho (Thymus vulgaris), família Lamiaceae, é um subarbusto aromático da família das labiadas. Tal subarbusto possui folhas pequenas, lineares ou lanceoladas, e flores róseas ou esbranquiçadas. Ocorre do Oeste da Europa ao Sudeste da Itália e é especialmente cultivado como condimento e pelo óleo essencial, rico em timol, com apreciável poder anti-séptico, muito utilizado contra as afecções pulmonares e como estimulante digestivo. Também é conhecido pelo nome de timo.
As folhas de tomilho são enroladas, de forma elíptica e muito pequenas, medindo cerca de 0.3 centímetros em comprimento e 0.15 centímetros de largura. A folha superior é verde acinzentada na face superior enquanto a face inferior é esbranquiçada.
UTILIZAÇÃO NA CULINÁRIA
Existem mais de 100 variedades de tomilho, mas na culinária somente 3 espécies são utilizadas: tomilho-limão, tomilho de jardim e tomilho-alcarávia. Estes 3 conseguem temperar muito bem diversos tipos de preparo, inclusive doces.

tomilho-limão (Thymus citridorus) tem um perfume ligeiramente alimoado e é melhor se utilizado fresco. Pode ser usado para perfumar biscoitos, pães e muffins, assim como em pratos salgados a base de peixe e frango.
O tomilho-alcarávia (Thymus herba-barona) é mais difícil de se encontrar e portanto menos utilizado, mas combina muito bem com alho, vinho e pratos a base de carne.
tomilho de jardim (Thymus vulgaris) é mais amadeirado e seu aroma funciona melhor quando seco. Suas folhas inteiras e secas ou processadas formando um pó podem ser encontradas facilmente nos mercados durante o ano todo.
O tomilho fresco deve ser guardado em um saco plástico muito bem fechado e posto na geladeira ou em um copo de água gelada. Já o tomilho seco deve ser armazenado em recipientes hermeticamente fechados e postos em uma área escura, guardando assim seu perfume por até 6 meses.
Para preparar o tomilho fresco para o uso, remova as folhas dos talos passando as mãos de cima para baixo e depois pique-as finamente. Seu aroma aparece quando as folhas são amassadas, picadas ou esfregadas entre os dedos. Sendo o tomilho um dos principais componentes do bouquet garni clássico, ele dá vida às sopas, molhos e guisados.
Também é muito utilizado quando seco no preparo das ervas de Provença, além de combinar muito bem com carnes, vegetais e molhos para salada. O tomilho é uma fonte de vitaminas C, D, e complexo-B, além de conter iodo, sódio, sílica e sulfato.

UTILIZAÇÃO MEDICINAL
Na medicina o tomilho sempre foi utilizado por suas propriedades anti-sépticas, e na segunda guerra mundial os soldados tomavam seu óleo denominado thymol antes de irem às batalhas. Seus óleos voláteis ajudam principalmente na digestão de gorduras. Estes mesmos óleos pungentes fazem com que o tomilho seja útil no tratamento da asma, e também usados na aromaterapia e outras técnicas de cura para purificar ambientes contra energia negativa.
Em Fitoterapia, são utilizadas as partes aéreas. Tem propriedades anti-sépticas, tônicas, antiespasmódicas, expectorantes e vermífugas.
Em infusão, é usado no combate a infecções de garganta e pulmonares, na asma e febre dos fenos e na eliminação de parasitas. Externamente, alivia picadas, dores reumáticas e infecções fúngicas.
Revigorante e tônico, é essencialmente usado como remédio respiratório.
●Acção Antioxidante
● Acção Antibacteriológica
CULTIVO
Planta que requer pouco cuidado e prefere terrenos secos. O melhor período para plantação é na primavera. A planta gosta de sol e resiste muito bem a tempo seco. O excesso de agua pode queimar as folhas de baixo causando a morte da planta.

                                                           Tomilho-poêjo
O tomilho (Thymus vulgaris) é uma erva deliciosamente aromática, originária do Mediterrâneo, Norte da África, Ásia Menor e Oriente Próximo. Na sua região nativa ele é usado há séculos como condimento e também como elemento chave de cerimónias rituais. A palavra “thymus” deriva do grego e significa “coragem”, “fumigar” ou “limpar” e estes significados têm tudo a ver com seus usos nos rituais.
Na Idade Média, as damas ofereciam aos seus cavaleiros ramos de tomilho para lhes dar coragem nas batalhas. Ele também era muito usado para defumar ambientes no intuito de limpar e desinfectar a casa. Misticamente, esta erva esta relacionada ao amor e à saúde. Ao colocarmos ramos dentro do travesseiro evitam-se pesadelos e dentro do bolso ou bolsa afasta maus fluidos de ambientes muito carregados.
Os tomilhos são perenes, ou seja, têm vida longa e duram mais de dois anos, podem atingir de 8 – 45 cm de altura. Suas flores são pequenas e vão do branco ao lilás.  Existem diversas variedades desta erva, porém as mais conhecidas, e facilmente encontradas no Brasil, são tomilho-comum (Thymus vulgaris) e tomilho-limão (Thymus citriodorus).
Tomilho-comum x tomilho-limão
O tomilho-comum tem um aroma marcante e um sabor amargo-picante, por isto, deve ser utilizado com moderação na preparação dos pratos. Já o tomilho-limão possui um aroma e sabor levemente cítricos. Apesar de muitos parecidos, o tomilho-comum possui folhas menores que as do tomilho-limão, porém ambos são caracterizados por folhas pequenas.
Como cultivá-los?
É muito fácil! Os tomilhos, assim como os alecrins, são plantas rústicas, pouco exigentes e podem ser cultivados em qualquer clima, tendo boa tolerância as baixas e altas temperaturas. São poucos exigentes em relação ao solo e regas, toleram um solo levemente seco, desde que, bem drenado. São mais fáceis de cultivar em solos arenosos e pedregosos. O excesso de humidade causa mais mal do que a falta de água. É uma excelente opção para manter em varandas de apartamentos, pois suportam bem o vento.
Sua propagação pode ser realizada através de sementes, e estaca, porém é no último método que se tem maior sucesso.
Eles vão bem em canteiros, vasos e jardineiras. E a colheita pode ser iniciada após 60 a 90 dias da semeadura, podendo colher através da poda dos 7 cm finais dos galhos. A adubação pode ser feita a cada 40 dias com adubo orgânico.
Como utilizá-los na culinária?
As folhas do tomilho-comum são comummente utilizadas em sua forma seca, devido apresentarem aroma mais concentrado, porém o seu uso in natura também é indicado. Já as folhas de tomilho-limão são usadas preferencialmente frescas. As flores de ambas as variedades podem ser utilizadas tanto na decoração quanto na preparação de pratos.
Elaboração de pratos:
Tomilho-comum: caldo de carne e galinha, ovos fritos e mexidos, sopa de peixe, cogumelos, cebolas, batatas, tomate, beterraba, abobrinha, conserva de azeitonas, peixes gordurosos cozidos e recheados, molhos escuros e molhos para ensopados.
Tomilho-limão: creme de espargos e palmito, minestrone, patê de ricota, penne ao limão, saladas e legumes em geral, frango, peixes, bolinho de carne, vinagres, molho branco,  tártaro e molhos de carnes e peixes.
*Os tomilhos apresentam uma substância chamada timol que tem propriedade fungicida e bactericida. Esta substância é super bem-vinda porque aumenta a durabilidade dos alimentos, ou seja, funciona como conservante natural.
Vejam neste vídeo como podemos secar nossas ervas e, com isto, aumentar seu aroma e duração:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...