segunda-feira, 8 de julho de 2013

Cerejeira


CEREJEIRA - Prunus cerasus – Rosáceas

 

Cerejeira é o nome dado a várias espécies de árvores originárias da Ásia, algumas frutíferas, outras produtoras de madeira nobre.
 
Estas árvores classificam-se no sub-género Cerasus incluído no gênero Prunus (Rosaceae). Os frutos da cerejeira são conhecidos como cerejas, algumas delas comestíveis.


As cerejas são frutos pequenos e arredondados que podem apresentar várias cores, sendo o vermelho a mais comum entre as variedades comestíveis.

A cereja-doce, de polpa macia e suculenta, é servida ao natural, como sobremesa. A cereja-ácida ou ginja, de polpa bem mais firme, é usada na fabricação de conservas, compotas e bebidas licorosas, como o kirsch, ginjinha e o marasquino. As cerejas contém proteínas, cálcio, ferro e vitaminas A, B, e C. Quando consumida ao natural, tem propriedades refrescantes, diuréticas e laxativas.

Como a cereja é muito rica em tanino, consumida em excesso pode provocar problemas estomacais, não sendo aconselhável consumir mais de 200 ou 300 gramas da fruta por dia.
 
O cultivo da cerejeira é realizado em regiões frias. Necessitam de 800 a 1000 horas de frio para que possam produzir satisfatoriamente em áreas com Invernos frios e chuvas.

 

Aplicações medicinais:

BAÇO: Ferver por 2 minutos 100 gr de pedúnculos de Cerejas ou macerar em 1 litro de água. Beber 3 xícaras ao dia longe das refeições. 

RECONSTITUINTE: - Prepara-se cozinhando Cerejas frescas ou secas em tanto vinho quanto necessário para cobri-las. Servir com bastante açúcar.


Dicas verdes:

O tanino presente nas cerejas é igual ao presente nas uvas e consequentemente no vinho.

Devido às suas características (complexação com iões metálicos, atividade antioxidante e sequestradora de radicais livres, complexação com macromoléculas) têm as seguintes aplicações farmacológicas :

•antídotos em intoxicações por metais pesados e alcaloides;
•adstringentes:
•via externa: cicatrizantes, hemostáticos, protetores e reepitelizantes;
•via interna: antidiarreicos;
•antissépticos;
•antioxidantes;
•anti nutritivos (devido ao seu efeito complexante, diminuem a capacidade de absorção de ferro - por isso recomenda-se comer as cerejas fora das refeições principais).


Os taninos também têm uma função protetora das veias impedindo a aterosclerose.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...