domingo, 16 de junho de 2013

Lentilhas


A lentilha (Lens culinaris) é uma pequena planta trepadeira anual, da família das leguminosas, subfamília Faboideae. Essa erva de origem asiática é cultivada universalmente e possui folhas penadas, com folíolos minutos. Suas flores são papilionáceas, pequenas, alvacentas ou algo violáceas. Suas vagens (legumes) são curtas, com uma ou duas sementes discoides altamente nutritivas, contendo muito ferro e muito apreciadas como alimento. Apresenta também largo uso ornamental em vasos, jardineiras ou em cercaduras de canteiros.
Essa pequena semente esverdeada pertence à família das leguminosas da qual faz parte o feijão, a soja, o grão-de-bico, a fava e o tremoço.
É uma leguminosa preparada da mesma maneira que o feijão. A farinha de lentilhas é utilizada na cozinha sírio-libanesa e mediterrânica.
Consumir lentilhas durante a passagem de ano é um hábito comum em países como o Brasil, o Chile e a Venezuela. Acredita-se que as pequenas sementes, circulares e achatadas como moedas, atraem boa sorte no âmbito financeiro.
Segundo o Gênesis, primeiro livro da Bíblia, Esaú cedeu a Jacó seu direito de primogênito em troca de um prato de lentilhas.


Consumida diariamente na Índia, a leguminosa é rica em proteína e ferro. A Índia é um dos maiores produtores desta pequena trepadeira da Ásia, que é muito rica em proteína, fibras, carboidratos e ferro. A lentilha é consumida no dia-a-dia pelos indianos e tem a mesma importância que o feijão para os brasileiros. Especialistas calculam que a lentilha esteja na mesa dos seres humanos há mais de oito mil anos. Dizem que o alimento é a mais antiga leguminosa apreciada pelos povos do Mediterrâneo, que apreciavam a combinação da lentilha com cevada e trigo.
Misturar a lentilha com algum cereal em uma refeição é ideal para quem segue uma dieta vegetariana, além de ser uma combinação nutritiva e balanceada. A lentilha é rica em proteína e ferro, que são construtores de órgãos e tecidos, e carboidratos, que fornecem energia para o organismo funcionar.
Ela ajuda a reduzir e a prevenir o colesterol elevado, a obesidade e controla o diabetes. O alto teor de ferro, vitaminas tipo B e fibras, contribuem para o bom funcionamento do intestino.
Não há nenhuma contraindicação no consumo da lentilha, apenas se houver alguma intolerância às leguminosas, o que é muito difícil. O único conselho é que é bom ter sempre um cardápio variado, não consumir apenas um tipo de leguminosa, mas variar com outras para o fornecimento de outros nutriente. A lentilha apresenta melhor qualidade nutricional que o feijão, tratando-se de proteínas.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...